Chevrolet Bel Air

Durante a Segunda Guerra Mundial, o índice da produção de automóveis nos Estados Unidos caiu bastante. Nessa época, os modelos eram fabricados com sobras das antigas linhas de montagem do período pré-guerra e a nova geração de modelos só teve início em meados da década de 50, quando a carroceria e os motores tornaram-se maiores. Em 1955, a Chevrolet produziu um tipo de carroceria que introduzia uma novidade realmente revolucionária: a  integração total dos pára-lamas à carroceria. O modelo Bel Air era fabricado em duas versões: duas e quatro portas. Era um veículo totalmente inovador. Possuía uma grade do radiador inspirada na da Ferrari, um pára-brisa panorâmico, a supermarcha e o ar-condicionado instalados na fábrica. O carro também usava um motor V8 e um chassi totalmente novos, uma nova suspensão e um sistema elétrico de 12 Volts. Com todas essas características, o Chevrolet Bel Air foi um dos modelos mais bonitos de 1955 e, certamente, o que mais agradou ao público. Das 1.830.029 unidades produzidas pela Chevrolet em 1955, 585.393 eram Bel Air. Alguns anos mais tarde, o automóvel passou por modificações e, desde então, o modelo ficou conhecido como “um carro de respeito”: acelerava de 0 a 100 km/h em 10 segundos. O Chevrolet Bel Air foi um carro espetacular e inesquecível, que, apesar de em 1958 ter sido substituído por um modelo completamente novo, permaneceu no mercado até 1976.

Para comprar esta miniatura, com desconto, basta CLICAR AQUI ou ligar para o telefone 0xx21 2244-2492.